Setor da estética procura oportunidades no digital

Abrir Formulário Newsletter
Newsletter
image
header image wave effect

Setor da estética procura oportunidades no digital

 

A Associação Nacional do Corpo e Cabelo (ANCC), recebeu, esta terça-feira, o Programa Comércio Digital da Associação da Economia Digital (ACEPI), numa sessão que reuniu empresários da área da beleza, saúde e bem-estar na cidade de Leiria.

 

Cristóvão Silva, presidente da ANCC, abriu o evento, referindo que “o setor pode e deve explorar muito mais o digital e as oportunidades que este oferece, uma vez que o potencial destas ferramentas é enorme”, defendeu.

 

Num estudo conduzido pela L’oreal em 2016, a marca conclui que 68% das portuguesas preocupa-se em manter uma boa aparência física, sendo o cabelo e a pele as prioridades. Além disso, este ramo não sofre de sazonalidade, mantendo-se estável ao longo do ano, com exceção para a venda de protetores solares, que vê o seu o pico aumentar na época do verão.

 

Segundo a publicação Distribuição Hoje, em 2018, este “já não é um mercado apenas feminino e também não se cinge apenas a maquilhagem. Os cosméticos andam de mão dada com a saúde, no que aos cuidados com a pele dizem respeito. E se a crise económica abalou alguns negócios, também deu maior margem ao aparecimento de novas marcas e canais, dotando o setor de, ainda, maior dinamismo”.

 

E como é que o digital pode contribuir para potenciar este setor? António Teixeira, coordenador do Programa da ACEPI, revelou os mais recentes dados e informação sobre o estado de arte da economia digital no nosso país, destacando que “existe um caso de sucesso de uma empresa portuguesa que apostou no digital e, através da venda de produtos desta área pela Internet, aumentou a sua faturação para os seis dígitos”, explanou.

 

Segundo o especialista, prevê-se que em 2025, cerca de 70% dos portugueses façam compras online, sendo que, atualmente, cerca de 50% já o fazem, argumentando que “valores como estes não podem deixar os nossos empresários e comerciantes indiferentes”, afirmou.

 

Com uma audiência interativa, que foi questionando acerca de tópicos como copywiriting e criação de conteúdo para websites e redes sociais, Eduardo Sampaio, consultor de marketing digital, dotou os presentes de ferramentas e técnicas numa curta formação sobre o tema.

 

No final do evento, num debate com os parceiros do Comércio Digital, foram esclarecidas questões como sistemas de pagamento digitais, serviços e qualidade das telecomunicações e os empreendedores presentes foram incentivados a utilizar mais o digital no seu dia-a-dia de trabalho, nomeadamente para fazer marcações ou vender produtos online.

 

O Roadshow do Comércio Digital, programa de sensibilização para o digital que pretende chegar a mais de cinquenta mil empresas de Portugal, segue viagem para Coimbra e Cartaxo, nas próximas sessões.

 

Consulte a agenda atualizada do Roadshow e inscreva-se em: comerciodigital.pt/pt/roadshow/

 

26.11.2019

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter e esteja sempre a par das nossas novidades e eventos.

uma iniciativa:

Uma_Iniciativa.png

com o apoio da:

Com_Apoio.png

em parceria com:

Em_Parceria.png

cofinanciado por:

Confinanciado.png

patrocinadores master:

patrocinadores_master2.png

patrocinadores principais:

Patrocinadores_Principais.png

patrocinador:

Patrocinador.png