COVID-19: Pagamentos com contactless e MB WAY podem evitar contágio

Abrir Formulário Newsletter
Newsletter
image

COVID-19: Pagamentos com contactless e MB WAY podem evitar contágio

 

Com as recomendações da Organização Mundial de Saúde, a propósito de evitar o manuseamento de dinheiro vivo, uma vez que notas e moedas podem ser uma fonte de contágio do novo coronavírus, a preferência por meios de pagamento eletrónicos está a aumentar, sobretudo por soluções que evitam o contacto do cliente com terminais de pagamento.

 

Em Portugal, e para desincentivar ainda mais os meios de pagamento tradicionais, a Assembleia da República aprovou já um decreto-lei que estabelece a suspensão de comissões em operações de pagamento efetuadas por via eletrónica e, ao mesmo tempo, obriga os estabelecimentos que disponibilizam terminais de pagamento automáticos a aceitar o pagamento com cartão de quaisquer bens ou serviços, independentemente do valor da operação.

 

Mas a preocupação dos consumidores com a segurança das transações comerciais, sobretudo na aquisição de bens essenciais, suscitou também vários apelos online e, desde o dia 25 de março, que é possível, por exemplo, pagar compras até 50€ com cartões contactless, isto é, sem inserir qualquer código pessoal.

 

A medida, estipulada pelo Banco de Portugal, pretende evitar, tanto quanto possível, comportamentos favoráveis à propagação do surto de Covid-19.

 

Outro método de pagamento especialmente seguro face às circunstâncias atuais é o MB WAY, uma solução implementada pela SIBS, que permite pagar compras com o telemóvel. A empresa é responsável pela gestão das redes ATM e MULTIBANCO, mas, nas últimas semanas, tem principalmente apostado em reforçar a estratégia de angariação de clientes para o MB WAY. O objetivo é motivar mais comerciantes (offline e online) e mais consumidores a aderirem a esta forma de pagamentos.

 

“Sabias que se toda a gente fizer pagamentos eletrónicos evitamos milhares de hipóteses de contágio?” é um dos motes da campanha de sensibilização em curso, sobretudo nas redes sociais.

 

O MB WAY é válido em compras efetuadas em estabelecimentos físicos, mas permite também o pagamento à distância e a integração com e-commerce.

Em estabelecimentos abertos ao público com multibanco disponível, a operação é efetuada por meio do telemóvel de cada cliente (por proximidade ou QR Code) e, por isso, sem necessidade de manipular terminais. Uma transação simples e rápida, que evita contactos desnecessários.

 

Já nas compras online, o MB WAY também soma pontos. É compatível com 95% dos cartões bancários portugueses e, para validar qualquer transação, o cliente só precisa do telemóvel, evitando, por exemplo, que por receio da utilização de dados bancários na internet, alguns utilizadores prefiram a modalidade com pagamento na contraentrega (a dinheiro e em contacto direto com o operador de entrega).

 

E quanto aos sites sem pagamento disponível através de MB WAY?  Nesse caso, pode criar-se um cartão MB NET temporário com o valor pretendido e usar os dados como se fosse um cartão de débito/ crédito.  

 

Além da segurança, comodidade e facilidade, outra das vantagens do MB WAY é que as compras efetuadas, independentemente de serem em loja ou na internet, não têm custos adicionais, nem para o comerciante nem para o cliente.

 

Boas razões para se proteger ainda mais.

___________________________________________________________________________________________

 

A SIBS é parceira da ACEPI e patrocinadora oficial do Programa Comércio Digital. Saiba mais sobre a nossa rede de parceiros aqui.

 

Para aderir ao MB WAY, visite o website: https://www.mbway.pt/

 

26.03.2020

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter e esteja sempre a par das nossas novidades e eventos.

uma iniciativa:

Uma_Iniciativa.png

com o apoio da:

Com_Apoio.png

em parceria com:

Em_Parceria.png

cofinanciado por:

Confinanciado.png

patrocinadores master:

patrocinadores_master2.png

patrocinadores principais:

Patrocinadores_Principais.png

patrocinador:

Patrocinador.png